#TBT – Isla Mujeres no Mar do Caribe

de

Quem me conhece sabe que trabalho bastante! Minha vida é super corrida e, nem sempre consigo postar aqui todo o conteúdo que tenho e todos os assuntos que gostaria de abordar. Se o blog fosse só jogar imagens e “boa!”, mas não é. Eu gosto de fazer vocês entrarem no universo, que se envolvam com a história como se tivessem vivenciado comigo. Sem contar que, amo escrever! Então, tenho muitas matérias que deixei passar, que perderam o time, mas que não posso simplesmente abandonar (como a de hoje).

Por isso, encontrei uma maneira de encaixar essas pautas no meio das outras, criando um #TBT para o blog. Espero que gostem!

Hoje eu vou falar sobre a Isla Mujeres, uma pequena ilha a curta distância da costa nordeste da Península de Iucatan, no Mar do Caribe; e um dos lugares mais lindos que eu já conheci. A Ilha das Mulheres é um dos oito municípios do Estado Mexicano de Quintana Roo.

Foi lá o nosso melhor dia no México. Tudo em Isla foi é incrível. A comida, a mais saborosa, o mar, o mais azul, as pessoas, as mais simpáticas. O astral da ilha é sensacional!

Como chegar em Isla Mujeres?

Existem vários pontos de embarque para a Ilha, na zona hoteleira de Cancún. Chegamos de manhã na Playa Caracol, pertinho do Coco Bongo, mas o próximo ferry boat demoraria para sair. Então pegamos um ônibus para o outro ponto de embarque, na Playa Tortugas, onde haviam mais horários de transporte disponíveis.

No site da Ultramar, empresa responsável pela travessia, você vai encontrar uma tabela com todos os horários, tanto de ida como de volta.

Depois de uma tranquila travessia de aproximadamente 20 minutos, em uma embarcação grande, confortável e  com ar condicionado, colocamos os pés na Ilha. Abaixo (na imagem da esquerda) você vê o ferry boat que nos transportou.

 

Durante o trajeto, o pessoal oferece alguns passeios e aluguel de Carro de Golfe para locomoção livre dentro da Ilha. Foi uma das coisas mais caras que pagamos durante toda a viagem (não lembro o valor), especialmente porque nos atrasamos para a entrega, mas foi com certeza a maior diversão e comodidade de toda a temporada. Vale muiiito à pena, não resistam!

Na barca, um casal nos convidou para dividirmos o Carrinho, mas só é permitido o número máximo de quatro pessoas.

Quase todos os turistas fazem isso, alguns alugam bicicletas, e até carros, mas foi incrível demais ir de ponta a ponta dentro da ilha dirigindo o carrinho (haha).

 

Paramos para curtir a praia, beber e almoçar em um Hotel com bar na beira da praia. Imaginem a mordomia… paz e descanso (nem quero lembrar). Juro que se eu voltar para esta região do México, quero me hospedar pelo menos 1 dia na Ilha das Mulheres.

 

Como se não bastasse ser tudo paradisíaco, o prato que pedimos também foi o mexicano mais saboroso de toda a viagem. Reparem a seguir como servem os nachos lá no seu país de origem.

E é na Ilha das Mulheres que fizemos uma verdadeira amizade com os Golfinhos. Vocês já devem ter visto várias fotos no México com eles, não é? Então, como clichê, não podíamos voltar para o Brasil sem ter essas fotos também. Escolhemos visitar os Golfinhos na Ilha.

Bem diferente do que eu imaginava, é apaixonante! A sensação de tocá-los é incrível. Não dá vontade de largar, mas infelizmente é tudo cronometrado e cheio de regras.

 

A empresa responsável pelo nado com os Golfinhos é Dolphin Discovery Isla Mujeres. Sua sede dentro da ilha é o prédio que aparece na imagem abaixo.

No meio da Ilha, encontramos restaurantes, bares e diversas lojas de produtos típicos mexicanos, tudo muito colorido e artesanal.

 

Final da tarde, antes de voltar, escolhemos um dos restaurantes (barzinhos) para comer algo. Não estava maravilhoso como o almoço (por que em geral a comida no México não é muito saborosa), mas a decoração do lugar era divertida e bem tradicional.

{Este é o Terminal de entrada e saída para a Ilha}

Resolvemos sair da Ilha já muito cansadas do dia incrível que tivemos, em uma das últimas embarcações que poderia nos levar de volta à Cancún.

Não tenho como explicar o quanto gostaria que cada um de vocês conhecesse esse lugar, e o México em si, que é um país lindo. Eu mesma quero voltar, não sei se para Cancún e redondezas, mas ainda vou visitar a Ciudad de Mexico.

Leia também:

Dicas sobre a viagem para Cancún

Playa Del Carmen – México

Chichén Itzá – o sítio arqueológico mais popular do México

1 Response
  • Fabíola
    junho 1, 2018

    Aiii… Quero voltar! Você conseguiu lembrar de tudo de novo! Show, super recomendo esse lugar é super quero voltar! Rs

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *