Gastronomia em Gramado/RS

de

Um dos maiores (e melhores) atrativos de Gramado é a gastronomia, com certeza! Eu estava ansiosa para este passeio 80% por causa dos bares, cafés e restaurantes.

Bela Vista Café Colonial:

Como eu falei na matéria anterior, no primeiro dia não almoçamos, nem jantamos. Chegamos em Gramado às 16:30 e fomos direto para um dos Cafés Coloniais referência na cidade: Bela Vista Café Colonial. Com mais de 40 anos de tradição, o Bela Vista é o primeiro Café Colonial do Brasil.

IMG_1668IMG_1637

 

O que eu achei muito interessante, atrativo e de bom gosto é que a maioria dos lugares se envolve com a fase do ano e datas comemorativas, como por exemplo: junho – festas de São João e comidas típicas desta época.

IMG_1658

{Pinhão e Quentão}

Passamos mais de 2 horas saboreando com calma todas essas delícias para repor as energias gastas na viagem.

O valor do Café é R$ 75 por pessoa. Sei que (em princípio) assusta, mas depois que você começa a ser servido e percebe a quantidade de delícias que trazem para a mesa, muda de ideia. Pães, queijos, salames, doces, salgados, quiches, tortas, carnes como galeto e bistequinha, polenta, suco, vinho, café e sobremesas à vontade.

Muitos blumenauenses acabam achando estranho o estilo de Café Colonial servido no Rio Grande do Sul, por misturarem a culinária alemã e italiana. Realmente é muito diferente do nosso, mas gostei exatamente por isso.

 

Bistrot Pastasciutta:

Nosso primeiro almoço foi experimentar a famosa “Sopa no Pão“, disponível no cardápio de quase todos os restaurantes locais. Escolhemos o Bistrot Pastasciutta por estar localizado na Rua Coberta, lugar super aconchegante e lindo no Centro da Cidade, e por ter o menu de sopas mais atrativo. Os preços dos restaurantes nesta localidade são muito semelhantes (Sopa no Pão em torno de R$ 35).

IMG_1999 IMG_2004

IMG_1984

{Sopa de Moranga com Gorgonzola}

Escolhi a Sopa de Moranga com Gorgonzola por amar a mistura de sabores adocicados com mais fortes. A sopa estava deliciosa, mas quando vi no menu, imaginei pedaços de gorgonzola à vista, e não que ela seria completamente homogênea. Outro detalhe que na minha opinião poderia ser melhor escolhido é o tipo de pão. Já comi pratos assim em outros lugares e o pão Italiano fica mais crocante e saboroso. Na própria foto é possível ver que ele estava murchinho, por ser pão doce.

IMG_1977

Escolhemos um Merlot da própria Vinícola Pastasciutta e amamos! Realmente super aprovado! Nos arrependemos por ter pedido apenas a garrafa menor.

Música ao vivo, espaço absolutamente aconchegante e atendimento ótimo.

IMG_1995

Casa da Velha Bruxa:

A Casa da Velha Bruxa é o lugar estratégico para aquela para durante o passeio e compras pelo Centrinho. Paramos para um chocolate quente e um croissant de queijo delicioso!

Vale a pena uma passadinha, nem que seja rápida, como foi a nossa! 😉

IMG_2058

{Minhas parceiras de viagem Miriam e Tati – hehehe}

IMG_2063

{Chocolate Quente Cremoso e Tradicional}

IMG_2070

{Croissant de Queijo}

IMG_2066 IMG_2069

Cantina Pastasciutta:

Uma das tradicionais Cantinas Italianas de Gramado. Eu fiz questão de conhecer, especialmente por dois amigos terem indicado, e agradeço muito!! Este foi o nosso primeiro jantar durante o passeio.

Cantina Pastasciutta é uma casa aconchegante de dois pavimentos, com toda a decoração e clima voltados para à Itália.

IMG_2098

Chegamos e havia fila de espera com 7 mesas na nossa frente. Aguardamos por uns 20 minutos na parte interna do restaurante e logo nossa mesa estava pronta. Enquanto fazemos o pedido e aguardamos o prato principal, podemos nos servir de um delicioso buffet de antepastos (por kg).

IMG_2073

 

{Criatividade nos cardápios e no mostruário de massas}

{Criatividade nos cardápios e no mostruário de massas}

 

Nosso pedido foi um dos pratos tradicionais da casa: Fettuccine branco ao molho quatro-queijos com escalopes de filé. Pelas fotos, não preciso falar muito coisa, não é mesmo? Estava sensacional! Sabor típico da cozinha italiana, e atendimento maravilhoso.

{Scalopini à Quatro Formaggio no Fettuccine Branco}

{Scalopini à Quatro Formaggio no Fettuccine Branco}

IMG_2115

{Single Estate Cabernet Sauvignon}

Para harmonizar com a deliciosa massa, vinho Single Estate Cabernet Sauvignon, da Vinícola Casas Del Toqui – Chile. Combinação perfeita!

Resumindo, amei tudo! Recomendo com certeza, vale a pena um jantar especial na próxima visita à Gramado.

Colosseo Restaurante:

Decidimos que nosso último jantar (sábado) seria Fondue! As meninas já conheciam alguns, mas a ideia era optar por algo novo. Sabíamos de alguns restaurantes super TOP, mas escolhemos o Colosseo por parecer refinado, de qualidade e não com o maior preço encontrado (sequência de fondue – R$95 por pessoa).

O local é lindo, super aconchegante e requintado, um PIANO-BAR no 2º andar de um prédio, com vista para a Av. das Hortências. A casa estava lotada, mas tínhamos reserva. Eles não guardam mesa, mas com reserva você tem prioridade.

IMG_2465

Para esta noite, escolhemos um vinho Argentino: Zentas Merlot. Fantástico!

O Fondue estava gostoso, mas achei diferente a maneira que serviram. A carne veio em pedaços grandes (cortada em filés) e servida no mesmo momento que o fondue de queijo, o que deixou a mesa um pouco bagunçada. Mas a qualidade e variedade da carne é inquestionável: nos serviram mignon, picanha, cordeiro e frango. O fondue de chocolate estava morno (por mim poderia ser mais quente).

IMG_2477 IMG_2485 IMG_2492

O atendimento foi bom, mas houve demora para servir (aproximadamente 1 hora). Porém, quem sai para jantar em um local como estes, não tem pressa, quer curtir o momento com calma, como foi o nosso caso.

Então, resumindo, o Colosseu é um restaurante que tem suas peculiaridades, foge um pouco do trivial. Para alguns, isso pode ser positivo, para outros, não.

E assim foram as minhas experiências gastronômicas em Gramado/RS. Fazendo uma releitura, com certeza foram positivas! Na próxima ida, quero conhecer outros locais, porque a cidade é repleta de restaurantes fofíssimos!

Espero que possam aproveitar as dicas em breve!

Na próxima matéria, vou contar um pouquinho sobre a cidade de Canela.

Ainda não há comentários.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *